Forum do PortalGraphics - Índice Forum do PortalGraphics
Aqui a tecnologia anda com você.
 
 FAQFAQ   BuscaBusca   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar 
 PerfilPerfil   Mensagens privadasMensagens privadas   EntrarEntrar 

BricsCAD Não é (mais) Intellicad

 
Novo tópico   Este tópico está trancado: você não pode editar ou responder mensagens.    Forum do PortalGraphics - Índice -> BricsCAD - Notícias e Informações
Exibir tópico anterior :: Exibir próximo tópico  
Autor Mensagem
Miguel Palaoro
Administrador do Forum
Administrador do Forum


Registrado: 28/08/06
Mensagens: 1383
Localização: Porto Alegre, RS

MensagemEnviada: Ter Jul 10, 2012 3:30 pm    Assunto: BricsCAD Não é (mais) Intellicad Responder com citação

BricsCAD Não é (mais) Intellicad

Transcrevo abaixo um artigo valioso, proveniente da pesquisa do "guru" na área de CAD, Ralph Grabowski, que deixa bem clara a história do BricsCAD, desde os comandos iguais ao AutoCAD e do formato DWG. Essa informação projeta luzes sobre a origem real da autorização legal de também usar o formato e o nome *.DWG pelo BricsCAD e pelos softwares da família Intellicad, nos arquivos de desenho.

Por ter interesse na área há mais de 20 anos acompanhei uma discussão que parecia interminável, sobre a tentativa da Autodesk em patentear o formato e a denominação DWG. A Suprema Corte dos Estados Unidos, no início do ano de 2012, frustrou em caráter de decisão final essa tentativa de tomar conta à força do mercado de projetos por computador. Se isso tivesse sido concedido, a empresa iria virtualmente eliminar todos os concorrentes no mercado.
Boa leitura!


Você pode estar familiarizado com a herança do BricsCAD, e sabe que ele foi baseado originalmente no Intellicad. "Foi" é a palavra-chave aqui.




A Bricsys nasceu no final dos anos 90, e as primeiras versões do BricsCAD eram as versões do Intellicad, apenas renomeadas como BricsCAD, um software idêntico ao AutoCAD, programado pelo Consórcio Técnico Intellicad (ITC - Intellicad Technical Consortium).
Neste período a Bricsys, com sede na Bélgica, vendia o software principalmente no norte da Europa.

(Um pouco de história: Em 1998, o ITC foi criado pela Visio (agora parte da Microsoft), depois de a MS decidir que não queria atuar no mercado de CAD. A Visio tinha originalmente comprado um empreendimento de nome Projeto Phoenix da SoftDesk, a maior desenvolvedora de aplicativos para o AutoCAD no mundo nos anos 1990. Seu produto mais conhecido era o Auto-Architect, um aplicativo voltado para construção civil e arquitetura.
A SoftDesk começou a desenvolver o código do Phoenix depois que seus executivos começaram a se preocupar que a Autodesk pudesse interromper a sua parceria, já que a gigante do software dava mostras disso, pois já havia comprado e encerrado as atividades de uma outra desenvolvedora também importante na época.
Algum tempo depois a Autodesk acabou realmente comprando a SoftDesk. Neste momento é que a Comissão Anti-truste dos Estados Unidos (FTC-Federal Trade Comission), entra em cena.
Ao analisar a compra, a FTC exigiu que a porção da SoftDesk correspondente ao Projeto Phoenix fosse vendida pela Autodesk com todos os seus recursos integrantes, que incluia os nomes de todos os comandos e também o nome do formato digital de arquivo DWG.
A venda ocorreu então para a Visio, empresa de softwares para imagens e esquemas de layout, que o rebatizou como Intellicad. Pouco adiante, já como parte da Microsoft, a Visio foi desmembrada, e o software Intellicad repassado ao Consórcio ITC.
Hoje, o ITC continua a atualizar o Intellicad, e as empresas-membros do consórcio rebatizam suas versões e implementam características adicionais, para revenda em seus países e regiões).

Durante vários anos, a Bricsys escreveu o código original para BricsCAD, e contribuiu ativamente para a ITC, constituindo-se em uma de suas mais avançadas desenvolvedoras de tecnologia. Isso ajudou a acelerar melhorias para o Intellicad, até que a Bricsys descobriu que estava desenvolvendo recursos e escrevendo códigos mais rápido do que os membros do consórcio ITC poderiam integrá-los nos seus respectivos produtos. Dentre os membros do consórcio há muita diferença de porte e capacidade entre as empresas.

A Bricsys tinha então que decidir se criava uma "bifurcação" no código, criando duas versões, uma própria e outra que fosse compatível com o Intellicad, ou optaria por sair do consórcio e criar sua própria trajetória. Com a versão 8 do BricsCAD, a empresa declarava oficialmente que havia escolhido a segunda opção, criando seu próprio caminho, e passaria então a desenvolver o BricsCAD desde a origem.

Durante as versões BricsCAD V8 e V9, a empresa ficou concentrada na substituição de todo o código do consórcio Intellicad pelo seu próprio código-fonte, Bricsys, desenvolvido desde o marco zero. A partir da versão BricsCAD V10, o software tornou-se 100% Bricsys, e a caixa de diálogo Ajuda -> Sobre o BricsCAD não mais menciona o Intellicad ou a Visio nos seus créditos, como se pode ver abaixo.




A Bricsys a partir daquele ponto já se tornara detentora de 100% em todo o ciclo de tecnologia para uma plataforma de software CAD, o que lhe permite saltos ainda mais significativos, além de garantir segurança aos parceiros e usuários.

Com as versões V10 e V11, o número de recursos no BricsCAD foi sendo ampliado gradativamente, e a partir da versão V12 o crescimento se tornou vertiginoso, com acréscimo de novos e poderosos recursos, especialmente depois que a Bricsys comprou a divisão de programação da empresa de software russa LEDAS. Nessa mesma época foi criada a Bricsys Russia, que agrega um enorme diferencial de tecnologia no produto BricsCAD.

O software hoje foi conduzido a uma condição ímpar na comparação com seus congêneres, e mantém recursos inovadores e grandes avanços na tecnologia, como um motor de manejo para imagens raster de grandes dimensões (dos formatos bitmap) e a parametrização em 3D, recurso de enorme utilidade prática para acelerar a produtividade no projeto.

Nota de minha autoria: A empresa LEDAS é especialista no segmento de parametrização, e investe pesadamente na criação e desenvolvimento da tecnologia das restrições, que se aplicam tanto para o desenho em 2D como para modelagem em 3D e projetos de alta complexidade.
Dois de seus produtos foram lançados pela Bricsys, e seu objetivo é parametrizar modelos 3D criados por dois dos mais conhecidos softwares de modelagem em 3D no mercado: o Rhinoceros e o SketchUp.


Esta notícia foi traduzida a partir de um original assinado por Ralph Grabowski, engenheiro canadense - considerado por muitos como sendo um dos papas da tecnologia CAD. Escreve em língua inglesa, é editor de notícias e assíduo divulgador de novidades na área. Fundador e diretor editorial do prestigiado boletim semanal http://www.upfrontezine.com/

Para você conhecer e testar todos os recursos do BricsCAD, baixe uma versão de avaliação grátis, válida por 30 dias, daqui: https://www.bricsys.com/pt_BR/
_________________
Miguel Jorge Palaoro - Engenheiro
Porto Alegre, RS


Editado pela última vez por Miguel Palaoro em Sex Jul 20, 2012 5:37 pm; num total de 1 vez
Voltar ao topo
Exibir o perfil do usuário Enviar mensagem privada
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo tópico   Este tópico está trancado: você não pode editar ou responder mensagens.    Forum do PortalGraphics - Índice -> BricsCAD - Notícias e Informações Todos os horários são GMT - 2 Horas
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Você não pode enviar mensagens novas neste fórum
Você não pode responder mensagens neste fórum
Você não pode editar suas mensagens neste fórum
Você não pode excluir suas mensagens neste fórum
Você não pode votar em enquetes neste fórum


Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Traduzido por phpBB Brasil